17.6 C
Distrito Federal
- PUBLICIDADE -
InícioNotíciasMundoExpo 2020 exigirá de visitantes vacina ou exame negativo para covid-19

Expo 2020 exigirá de visitantes vacina ou exame negativo para covid-19

- PUBLICIDADE -

A Expo 2020 foi aberta oficialmente hoje (30), em Dubai, em uma cerimônia de uma hora e meia, com a presença de autoridades dos Emirados Árabes, apresentações musicais de artistas internacionais, performances cênicas e desfile de bandeiras, à semelhança de aberturas de olimpíadas.

Exposições mundiais não têm o alcance de bilhões de espectadores e nem a popularidade de Jogos Olímpicos. Tampouco têm a grandeza das instalações olímpicas, apesar de também envolverem construções gigantescas e investimentos nas cidades-sede.

Mas neste ano, a Expo 2020 ousou desafiar a Olimpíada de Tóquio em, pelo menos, um quesito: ser o maior evento com presença de público, desde o início da pandemia.

Tanto a Expo Dubai quanto os Jogos de Tóquio foram adiados em um ano, por causa da covid-19. Mas, diferentemente do evento esportivo, que não foi aberto ao público, a exposição que ocorre nos Emirados Árabes receberá visitantes a partir de amanhã (1°).

E, se as expectativas dos organizadores se confirmarem, não serão poucos. A aposta é que 25 milhões de pessoas passarão pelos pavilhões dos mais de 190 países e pelo imenso domo Al Wasl, de mais de 60 metros de altura, nos seis meses de evento.

“Todo o mundo está se reunindo pela primeira vez, desde que a pandemia começou, para se conectar, para trocar e para aprender, nesse incrível palco global”, destacou, durante a cerimônia de abertura, Dimitri Kerkentzes, secretário-geral do Bureau International des Expositions, autoridade internacional responsável pela organização das exposições mundiais

Dubai Expo 2020

Cerimônia de abertura da Expo 2020 – Reuters/AHMED JADALLAH/Direitos reservados

Segurança na pandemia

Em um evento com público esperado de milhões de pessoas, é claro, há o desafio de garantir a segurança sanitária dos participantes contra a própria doença que causou o adiamento da Expo. Apesar de as vacinas terem conseguido reduzir índices de internações e óbitos, a pandemia não acabou.

As autoridades de Dubai têm adotado medidas não apenas para o evento, mas para recuperar uma de suas importantes fontes de renda: o turismo internacional. Por isso, têm também tentado demonstrar que será possível garantir a segurança dos visitantes.

No início de setembro, o emir de Dubai, xeique Mohammed bin Rashid Al Maktoum, se reuniu com os órgãos de controle da pandemia do país e disse que a exposição mundial ocorreria em um ambiente com segurança.

“Estou confiante na capacidade das nossas equipes para garantir que a Expo 2020 ocorra em um ambiente que abranja os mais altos padrões de segurança e proteção. Nós temos toda capacidade técnica, recursos humanos e medidas de campo necessárias para garantir a melhor atmosfera para nossos convidados”, disse o xeique na ocasião, segundo a agência estatal de notícias WAM.

Para entrar em Dubai, não será exigido comprovante de vacinação do viajante, mas há a exigência de que todos os estrangeiros que ingressam no emirado apresentem um certificado de exame PCR negativo para covid-19. O teste precisa ter sido realizado de 48 horas a 72 horas antes do embarque, dependendo do país.

Alguns visitantes também precisam ser submetidos a um teste de covid-19 no próprio aeroporto de Dubai. É o caso dos brasileiros, que precisam apresentar o resultado negativo feito até 72 horas antes de embarque e ainda se submeter ao exame no aeroporto.

Até que o resultado do exame feito no aeroporto fique pronto, média de 48 horas, o viajante se mantém em quarentena. O passaporte recebe um QR code, que é colado em sua contracapa, e permite que autoridades locais saibam se o viajante teve seu exame concluído e qual foi o resultado.

Mas muitas vezes nem é preciso esperar pelas 48 horas. A equipe de reportagem da Agência Brasil, por exemplo, submeteu-se ao exame na noite de quarta-feira (29) e, no início da manhã do dia seguinte (30), já havia recebido o resultado, através de um SMS enviado pelo laboratório.

Workers are pictured next to the Expo 2020 logo ahead of the opening ceremony in Dubai

Trabalhadores da feira internacional fazem fotos, no dia que antecede a abertura ao público – Reuters/RULA ROUHANA/Direitos reservados

Expo 2020

A Expo 2020 tem seus próprios protocolos de segurança sanitária. Para entrar na feira, quem tem 18 anos ou mais precisa apresentar um comprovante de vacinação do país de origem ou mostrar um resultado negativo para covid-19, feito com um exame de PCR até 72 horas antes.

É possível fazer o teste gratuitamente na entrada da própria feira, mas será preciso aguardar quatro horas até que saia o resultado. Além disso, são cobrados os protocolos regulares para covid-19: uso de máscara obrigatório e manutenção de distância mínima de 2 metros de uma pessoa para outra.

Dos funcionários, participantes internacionais, voluntários e prestadores de serviços, foi exigida a vacinação, segundo informações da assessoria de imprensa do evento.

“Enquanto nos preparamos para receber turistas aos Emirados Árabes e visitantes à Expo 2020, precisamos aprimorar ainda mais nosso sucesso no combate à covid-19, onde vimos um declínio de quase 84% em casos nos últimos oito meses. Nosso compromisso com a saúde e segurança de todos os visitantes, participantes e equipes continuará nossa prioridade número um. Vamos continuar seguindo a orientação dos nossos especialistas em ciência e medicina, ajustando nossas medidas conforme apropriado em nosso compromisso de sediar uma experiência excepcional, que todo o mundo possa desfrutar”, disse a diretora-geral da feira e também ministra do governo, Reem bint Ibrahim Al Hashemy, em declaração publicada pela agência WAM.

Não é a toa que os organizadores querem transmitir confiança aos visitantes. Ao custo de bilhões de dólares em instalações da exposição e em intervenções no sistema de transporte do emirado, Dubai aposta na Expo 2020 para impulsionar sua economia, afetada pela pandemia.

O governo local espera que a feira gere dividendos principalmente para os setores de turismo e transporte internacional, que foram os mais afetados pela covid-19.

O Departamento de Desenvolvimento Econômico de Dubai estima que, este ano, a economia cresça 3,1%. Para 2022, o crescimento esperado é de 3,4%, alavancado justamente pela exposição mundial, segundo divulgado pela agência WAM.

*Repórter viajou a convite da Apex-Brasil

Fonte: Agência Brasil

- PUBLICIDADE -
Nos siga no Google Notícias

COMENTÁRIOS

[wce_code id=2]
Fábio Sakamotohttps://dfnamidia.com.br
Jornalista MTB/DRT 0011561/DF, Desenvolvedor Web. Apaixonado por quadrinhos, filmes, séries e música.
- PUBLICIDADE -

Redes Sociais

16,985FãsCurtir
2,458SeguidoresSeguir
61,453InscritosInscrever

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

- PUBLICIDADE -
x