18.6 C
Distrito Federal
- PUBLICIDADE -
InícioNotíciasDistrito FederalManutenção e trocas de sinalização e placas de endereçamento

Manutenção e trocas de sinalização e placas de endereçamento

- PUBLICIDADE -

Com o propósito de manter a sinalização das cidades visível e conservada, o Governo do Distrito Federal (GDF), por meio do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), mantém a renovação das placas de endereçamento nas ruas de Brasília. De agosto a setembro de 2021, foram substituídas pelo menos 266 delas, entre 147 bandeirolas, 49 do tipo S, 26 totens e 44 prismas.

O GDF investe por mês cerca de R$ 52 mil para sinalizar a cidade com novas placas | Foto: Divulgação

As bandeirolas são aquelas dispostas nas esquinas que indicam o nome da quadra ou mesmo do conjunto, muito comuns no Guará. Já as placas tipo S são as sinalizações verdes, marrons e azuis espalhadas, principalmente, pelo Plano Piloto e nos Lagos Sul e Norte, onde também estão os totens e os prismas – estes em formato triangular, com a indicação da letra de um bloco.

Nesse período de renovação das sinalizações, foram atendidas cerca de 15 regiões administrativas. Superintendente de Operações do DER, Murilo Melo Santos diz que a substituição das placas de endereçamento é um trabalho rotineiro, inclusive com manutenção e limpeza.

Fauzi Nacfur é superintende do DER e ressalta que a atenção do governo na conservação das placas de endereçamento garante ao cidadão o direito de se localizar. “Além de ser um instrumento importante de mobilidade, ajudando as pessoas a se locomoverem e a se situarem pelas cidades”, afirma.

Investimentos

O GDF investe por mês cerca de R$ 52 mil para sinalizar a cidade com novas placas. Anualmente, 4,6 mil novas placas são fabricadas pelo DER, outras 200 restauradas por terem sido acidentadas ou avariadas, 320 reformadas após atos de vandalismo – pichações ou amasso – e 80 revitalizadas por idade avançada.

Mensalmente, pelo menos R$ 20 mil são gastos com a manutenção das placas (investimento com placas recuperadas). As depredações e o vandalismo são alguns dos casos que levam às trocas, demandadas por meio das ouvidorias do órgão, do DER e das administrações regionais.

“Placas caídas ou comprometidas por colisões de veículos têm prioridade na substituição. Tudo para não deixar os cidadãos desinformados na localização dos endereços”, explica Murilo.

Até julho de 2022, o DER prevê implantar placas de endereçamento na Vila Planalto, na Vila Telebrasília, no Guará, no Gama, no Sol Nascente, no Pôr do Sol, no Núcleo Bandeirante e na Candangolândia.

Fonte: Agência Brasília

- PUBLICIDADE -
Nos siga no Google Notícias

COMENTÁRIOS

DF NA MÍDIAhttps://dfnamidia.com.br
Informações, jornalismo e entretenimento sobre o Distrito Federal e Entorno.
- PUBLICIDADE -

Redes Sociais

16,985FãsCurtir
2,458SeguidoresSeguir
61,453InscritosInscrever

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

- PUBLICIDADE -
x