21.6 C
Distrito Federal
- PUBLICIDADE -
InícioBrasilMaranhãoMaranhão e São Paulo firmam acordo de cooperação na área de biotecnologia

Maranhão e São Paulo firmam acordo de cooperação na área de biotecnologia

- PUBLICIDADE -

Acordo vai impulsionar o desenvolvimento de biotecnologia nos dois estados (Foto: Divulgação)
Acordo vai impulsionar o desenvolvimento de biotecnologia nos dois estados (Foto: Divulgação)

O governador Flávio Dino firmou acordo com o governador de São Paulo, João Dória, para cooperação em projeto de biotecnologia, desenvolvido no Maranhão. A assinatura do acordo ocorreu nesta quinta-feira (30), no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo. Dória agradeceu a visita de Dino e frisou a celebração da parceria entre os dois governos estaduais pelo trabalho conjunto em beneficio da população.

“Agradeço ao governador João Doria por essa comunhão de propósitos, de sentimentos. Hoje avançamos em uma área vital para a retomada do crescimento econômico, com justiça social. O acordo vai permitir que importantes instituições acadêmicas, científicas e de pesquisa de São Paulo auxiliem na formação de recursos humanos e no avanço de pesquisas no nosso estado”, frisou. Dino pontuou o mérito da liderança do governador paulista na aplicação da vacina contra a Covid-19 no Brasil e reforçou que “temos no acordo a continuidade da valorização do que deve inspirar um projeto nacional, que é a defesa da vida”.

O Acordo de Cooperação Técnica firmado entre os governos contempla qualificação profissional e estruturação do ecossistema de biotecnologia no Maranhão. Por meio da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), o governo maranhense vem implementando a construção de uma política pública, voltada especificamente ao setor. 

“Muito orgulho, alegria e felicidade em receber um grande amigo, o governador do Maranhão, Flávio Dino. Celebramos um acordo operacional para a área de tecnologia. Os governos de São Paulo e do Maranhão, trabalhando juntos para, acreditando na ciência, melhorar a qualidade de vida dos cidadãos dos dois estados. Parabenizo o governador Flávio Dino pela atitude e iniciativa dessa cooperação, que, a partir de agora, coloca mais próximo o coração de São Paulo e o do Maranhão”, enfatizou João Doria.  

A visão de futuro e aproximação com o ecossistema de biotecnologia de São Paulo, a partir de convênio firmado, se coadunam na estruturação de uma série de atividades. O convênio irá favorecer a articulação dos diversos atores que atuam em Biotecnologia – setores públicos, organizações da sociedade civil e sociedade em geral – na elaboração de estratégias que possam auxiliar na estruturação do ecossistema no Maranhão.

Fortalecer o ecossistema de biotecnologia por meio do intercâmbio de informações técnicas para a criação de programas, projetos e editais; atuar conjuntamente na construção de políticas públicas para a geração de produtos, processos e serviços para o ecossistema de biotecnologia do Maranhão; unir esforços para a criação de capacitações profissionais conjuntas nas instituições, entidades, órgãos públicos e da sociedade civil que atuam nas diversas áreas associadas à Biotecnologia integram o convênio.

A parceria firmada inclui ainda a atuação conjunta na estruturação de projetos, laboratórios e grupos de pesquisa e no empreendedorismo das empresas e startups do ramo de Biotecnologia maranhense; e na transferência e difusão destas tecnologias. Está em execução, desde junho, o projeto de estruturação do cluster. A primeira fase durou dois meses e concluiu o mapeamento de atores, criou Grupo de Trabalho com Instituições de Ensino Superior; fez levantamento de históricos de atuação; definiu a visão de futuro do ecossistema de biotecnologia no Maranhão; promoveu dois seminários com agentes do tema.

Nesta próxima etapa do processo de estruturação, começa uma série de encontros de negócios entre os atores de biotecnologia do Maranhão e o ecossistema nacional, por meio da Imersão em Ecossistemas de Biotecnologia. Atualmente, o Maranhão possui mais de R$ 424 mil investidos na pré-incubação de sete startups de biotecnologia, como parte do programa Centelha. A ação é liderada pelo Eixo Universidade do programa Inova Maranhão, da Secti.

Comentários

Fonte: Agência de Notícias do Maranhão

- PUBLICIDADE -
Nos siga no Google Notícias

COMENTÁRIOS

[wce_code id=2]
- PUBLICIDADE -

Redes Sociais

16,985FãsCurtir
2,458SeguidoresSeguir
61,453InscritosInscrever

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

- PUBLICIDADE -